O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
[ Colaboradores ][ A História do Jornal ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ]
Edição de 02-02-2018
Pesquisa
Livro
Alto Douro Vinhateiro Alto Douro Vinhateiro Versão Inglesa
 

SECÇÃO: Saúde

Europeus falham recomendações para ingestão adequada de água

A média da ingestão total diária de água em Espanha (1,7 litros/dia para os homens e 1,6 litros/dia para as mulheres), Itália (1,7 litros/dia para os homens e para as mulheres) e em França (2,3 litros/dia para os homens e 2,1 litros/dia para as mulheres) fica abaixo das recomendações da EFSA, revela estudo científico

foto
A água é a principal fonte de hidratação para ambos os sexos, nos três países
Autores do estudo consideram, por isso, necessária “uma maior atenção – não só da comunidade científica, mas também das comunidades de saúde pública e de educação” no que diz respeito à ingestão de água
Lisboa, 25 de janeiro de 2018 - Estão os europeus a ingerir a quantidade de água recomendada pela Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos (EFSA)? E de que forma contribuem as bebidas e os alimentos para essa ingestão? Estas foram as questões que serviram de ponto de partida para um estudo científico, realizado com dados de uma amostra de adultos espanhóis, italianos e franceses, que conclui que nenhum dos cidadãos dos três países em análise respeitam as recomendações, com exceção das mulheres francesas, as únicas cumpridoras.
Publicado recentemente na revista científica Nutrients, o estudo “Beverage Consumption
Habits among the European Population: Association with Total Water and Energy Intake”1 verificou que “a ingestão total de água em Espanha foi de 1,7 litros para homens e 1,6 litros para mulheres; Itália registou 1,7 litros para homens e mulheres; e França registou 2,3 litros para homens e 2,1 litros para mulheres”. Tendo em conta que “os Valores de Referência da EFSA2 para a ingestão adequada de água, que incluem água de alimentos e água proveniente de bebidas, representam 2,5 litros e 2,0 litros para homens e mulheres a partir dos 14 anos de idade, respetivamente”, fica claro o incumprimento.
E fica claro também “a tendência atual de baixo consumo, que é muito mais evidente nos homens do que nas mulheres e nas populações mais velhas”, que “têm uma elevada taxa de doença crónica, e são mais vulneráveis à doença. A evidência de desidratação neste grupo é bem conhecida e documentada “e aumenta substancialmente a carga dos custos dos cuidados de saúde”, representando “um importante problema de saúde pública ao impor um ónus económico considerável”.

1 Nissensohn M, Sánchez-Villegas A, Galan P, Turrini A, Arnault N, Mistura L, Ortiz-Andrellucchi A, et al. Beverages consumption habits among the European population: Association with total water and energy intakes. Nutrients, 2017;9:383; doi:10.3390/nu9040383.

2 Reference Values for water. EFSA J, 2010;8:1459.
EFSA (European Food Safety Authority), 2017. Dietary Reference Values for nutrients Summary report. EFSA supporting publication 2017: 14(12):e15121. 92 pp. doi: 10.2903/sp.efsa.2017.e15121

Continua no próximo número

[Utilidades]
[Outras Notícias]

O Meu Jornal
(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@netc.pt