O Semanário de Trás-os-Montes e por excelência da Região Demarcada do Douro
Notícias do Douro Notícias do Douro
Notícias do Douro
[ Inquéritos ][ Fórum ][ Farmácias ][ Futebol ][ Agenda ][ Tempo ][ Pesquisa ][ Assinaturas ][ Publicidade ][ Ficha Técnica ]Subscrever RSS RSS
Edição de 24-10-2014
Pesquisa
Livro
Alto Douro Vinhateiro Alto Douro Vinhateiro Versão Inglesa
 

Arquivo: Edição de 11-05-2012

SECÇÃO: Saúde

MAIO – Mês do Coração – Jornadas de Saúde no Parlamento
Ações de sensibilização para o Enfarte na Assembleia da República

foto
Em Maio, Mês do Coração, a campanha “NÃO PERCA TEMPO. SALVE UMA VIDA – O ENFARTE NÃO PODE ESPERAR!” promoveu uma palestra e um rastreio, junto dos deputados e funcionários da Assembleia da República, no passado dia 10 de Maio, entre as 15h e as 18h, no Palácio de S. Bento.
Esta iniciativa, integrada nas Jornadas de Saúde no Parlamento, teve como objetivo informar e sensibilizar os funcionários da Assembleia da República para os principais sinais e sintomas do Enfarte Agudo do Miocárdio (EAM), no âmbito da campanha da Associação Portuguesa de Intervenção Cardiovascular (APIC), membro da Sociedade Portuguesa de Cardiologia (SPC).
A campanha de sensibilização “NÃO PERCA TEMPO. SALVE UMA VIDA – O ENFARTE NÃO PODE ESPERAR!” pretende alertar a população para a importância de conhecer os sintomas, agir rapidamente, ligar 112, de forma a ser encaminhado para o hospital onde possa receber o tratamento mais adequado. O objetivo é reduzir a mortalidade por enfarte agudo do miocárdio (EAM), através do acesso dos doentes às terapêuticas mais adequadas, como é o caso da angioplastia primária.
«Uma das principais barreiras ao tratamento do enfarte é o tempo que se perde desde que o doente apresenta os primeiros sintomas até receber o tratamento adequado. O doente deve ligar de imediato para o número de emergência, 112, para que receba de imediato o correto tratamento, e não deverá deslocar-se para o hospital pelos seus próprios meios», afirma o Dr. Hélder Pereira, Presidente da APIC e Director do Serviço de Cardiologia do Hospital Garcia de Orta. «Esta nova campanha pretende ajudar a população a reconhecer os sintomas de um enfarte, para que o tempo de resposta seja reduzido», conclui o especialista.
Os sintomas mais comuns de um EAM são: dor no peito, por vezes com irradiação ao braço esquerdo, costas e pescoço; podendo ser acompanhada de suores, náuseas, vómitos, falta de ar e ansiedade. A população deve compreender a importância de ligar de imediato 112, de forma a garantir um rápido e correto tratamento para o EAM.
foto
As ambulâncias do INEM estão equipadas com aparelhos que registam e monitorizam a atividade do coração. Este equipamento permite diagnosticar o enfarte e encaminhar o doente para o hospital mais indicado. O INEM comunica diretamente com o cardiologista de serviço no Hospital, para que tudo esteja preparado para quando o doente chegar.
O tratamento mais eficaz e com maior sucesso é a angioplastia primária, que consiste num procedimento médico para a abertura da obstrução de uma artéria do coração. Faz-se com a colocação de um cateter na artéria obstruída, através do qual se introduz um balão que, quando insuflado, permite a abertura da artéria e restabelecimento do fluxo sanguíneo. Na maioria das vezes este procedimento é complementado com a colocação de um stent, dispositivo médico composto por uma pequena malha metálica que mantém o vaso aberto. É fundamental que este procedimento seja efetuado o mais cedo possível. Idealmente até 90 minutos após início dos sintomas.

A História do Jornal
Colaboradores
Douro / Rio
Concelhos
Oportunidades
Roteiro
Transmontanos / Durienses +
Adegas +
Informações Úteis
[Utilidades]
[Outras Notícias]
O Meu Jornal
Última Hora
Notícia Importante
(C) 2005 Notícias do Douro - Produzido por ardina.com, um produto da Dom Digital.
Design: Notícias do Douro. Email do Jornal: noticias.do.douro@iol.pt